Descendo em Paris senti no aeroporto um ansioso burburinho de idas e voltas que não me era familiar, mas meu coração já batia num linguajar francês.

A cidade no outono com suas folhas mortas, para mim, ainda murchas, mostrou como fui feliz em todas as estações. Fiz as pazes com a língua e com as pontes aos poucos.


Então, entrei em contato com a historia francesa onde vivi meus capítulos, mesmo com a cidade tomada por turistas que encobrem prédios, praças e monumentos. Foi só nas paredes que enxerguei minha vida passada.

Fui com minha filha e neta a Place de la Contrescarpe onde frequentavam os existencialistas: Sartre e companhia. Desta época escutei somente com a minha alma “La vie en rose” cantada por Edith Piaf, lógico.

Comecei a resgatar a cultura dos séculos e o meu passado em que conheci num dos cafés, Orson Welles . Meu olhar se estendeu ao Pantheon e lembrei do meu grande amor: Napoleon Bonaparte.

As caminhadas com minha filha e neta traziam o prazer da juventude, que não perdi, pois fui atrás.
No museu do Louvre me senti pesada, notei que aquela arte estava desgastada, perdera o romantismo. Continuava intacta apenas para ser vista.

No café Deux Magots percebi que o meu destino de Paris foi São Borja, num ônibus noturno que parava de madrugada numa pequena rodoviária, senti a energia dos missioneiros e dos guaranis, me emociona esta terra onde vivi a história da família do meu marido. Uma terra crua, de ninguém, que nos leva para um outro mundo. Onde as paredes são de pedras, seixos que rolam pelos séculos naquela natureza bruta marcada pelo poder do rio Uruguai. Os reis e as rainhas são a natureza.

Ela é quem manda.

Em Paris senti que o caminho trilhado valeu a pena, pois estou a beira do Sena, novamente, com meus bens mais preciosos: minha filha e a minha neta.

De Paris a São Borja. Aguardem o livro...



 Once upon a time...


This entry was posted on 17:02 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

    ida disse...

    Show, Marta!!
    Ja voltasses p Poa?
    bjss
    Ida

  1. ... on 26 de abril de 2012 20:44